ABI - Liberdade de imprensa
DEMISSÃO

Globo demite cinegrafista acusado de assédio em Tóquio

Em nota oficial, a emissora confirmou que o cinegrafista não faz mais parte da empresa.

19/07/2021 21h59
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

O cinegrafista Mikael Fox, contratado da Rede Globo há 15 anos, foi demitido da emissora após duas produtoras o acusarem e provarem internamente que foram vítimas de assédio. De acordo com o site Notícias da TV,  a violência aconteceu durante uma festa no hotel onde profissionais da Globo cumpriam isolamento para realizar a cobertura do evento esportivo.

Em nota oficial, a emissora confirmou que o cinegrafista não faz mais parte da empresa. 

“Por decisão da Globo, que não foi tomada por nenhum profissional do time que está em Tóquio, o repórter cinematográfico Mikael Fox não faz mais parte do time de Esporte da empresa. Sobre os questionamentos de compliance, a Globo não comenta assuntos de Ouvidoria, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento. A Globo não tolera comportamentos abusivos em suas equipes”, diz a nota. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.