ABI - Liberdade de imprensa
PROVAS

Bolsonaro diz que provará fraude nas urnas eletrônicas semana que vem

Em entrevista, presidente afirmou que fará apresentação demonstrando que Aécio Neves ganhou as eleições em 2014.

20/07/2021 09h37Atualizado há 1 semana
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta terça-feira (20/07) que agendará para a semana que vem uma apresentação na qual demonstrará que as urnas eletrônicas não são seguras.

Segundo o chefe do executivo federal, as eleições de 2014 foram fraudadas e provará, em evento no Palácio do Planalto, que o então candidato Aécio Neves (PSDB-MG) ganhou as eleições de 2014 – no pleito daquele ano, a petista Dilma Rousseff saiu vencedora.

"Um hacker 'do bem' mostrou aqui e vou provar que [o pleito de] 2014 foi fraudado. Temos uma fotografia minuto a minuto dos votos em Aécio e Dilma até o final [da votação] e só Dilma aparecia na frente. [O evento] vai ser lá na Presidência e vou convidar a imprensa. Vamos desmontar a tese do [presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro Supremo Tribunal Federal Luís Roberto] Barroso de que urnas não podem ser fraudadas", afirmou Bolsonaro em entrevista à Rádio Itatiaia.

A proposta é uma das bandeiras do presidente, que há anos aponta – sem apresentar até agora nenhuma prova – fraudes nas urnas eletrônicas. Há pouco mais de uma semana, ele chegou a ofender o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, e ameaçar as eleições caso o voto impresso não seja adotado no próximo pleito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.