ABI - Liberdade de imprensa
ACUSAÇÃO

Vice da Câmara diz que acusações contra Bolsonaro são 'consistentes'

Após se tornar oposição ao governo, Marcelo Ramos (PL-AM) elogiou superpedido de impeachment contra o presidente.

20/07/2021 09h39Atualizado há 1 semana
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), usou seu Twitter na manhã desta terça-feira (20/07) para elogiar o superpedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

"São 21 imputações de crime de responsabilidade e algumas delas, numa primeira leitura, parecem bem consistentes", comentou o parlamentar.

Ramos entrou em atrito com Bolsonaro após a aprovação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) na semana passada.

O desgaste entre os dois se intensificou na segunda-feira (19/07), quando ao comentar a aprovação do fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões, o presidente acusou o vice da Câmara de fazer uma manobra para mais que triplicar os recursos para os partidos políticos em 2022. Ele também chamou o deputado de insignificante.

Na segunda-feira (20/07), Ramos declarou que está se declarando oficialmente oposição ao governo federal.

"Temos um presidente que não se dá respeito. Não respeita a grandeza do cargo. O Brasil precisa de uma mensagem de esperança, de combate à roubo em vacina, de retomada da economia e do emprego, de ajuda para os que têm fome. Mas ele prefere o ódio e a baixaria. É uma vergonha", disse Ramos em sua conta do Twitter.

Como vice, o deputado de Alagoas é o segundo homem na Câmara, que tem parados mais de 130 pedidos de impeachment contra o presidente. Na ausência de Arthur Lira (PP-AL), aliado de Bolsonaro, é Ramos quem comanda os trabalhos, como aconteceu na última quinta-feira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.