ABI - Liberdade de imprensa
FRAUDE

PF cumpre mandados em operação por suspeita de fraude na saúde

Segundo a Polícia Federal, há indícios também de superfaturamento no valor de contratação da organização pela prefeitura.

27/07/2021 18h55
Por: Fernanda Souza
 Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

A Polícia Federal cumpre sete mandados de busca e apreensão em uma operação contra fraudes na saúde em Ubatuba nesta terça-feira (27/07). De acordo com a investigação, há suspeita de superfaturamento na prestação de serviço da organização social que faz a gestão da Santa Casa.

De acordo com a polícia, o alvo é o Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento da Medicina (ITDM), que faz a gestão da unidade. As investigações apontaram de desvios de recursos e de materiais durante a gestão da Santa Casa.

Além disso, segundo a Polícia Federal, há indícios também de superfaturamento no valor de contratação da organização pela prefeitura.

O instituto foi contratado pela gestão em fevereiro de 2020, durante a gestão do ex-prefeito Délcio Sato. O contrato firmado foi de R$ 141 milhões pela prestação do serviço durante 60 meses, com duração até 2025. Segundo a prefeitura, o valor traz uma previsão de pagamento de R$ 28 milhões ao mês para a organização.

No esquema investigado a polícia identificou os crimes de fraude em licitação, associação criminosa e corrupção. A polícia não informou quem são os alvos dos mandados.

O que dizem os envolvidos

Em nota, a prefeitura de Ubatuba informou que o contrato com a empresa foi firmado pela gestão anterior e que a organização está cumprindo aviso prévio, com contrato a ser encerrado em (30/07).

Disse ainda que “colabora com todas as investigações da Polícia Federal e se coloca à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários, reafirmando seu compromisso com a lisura no uso dos recursos públicos”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.