ABI - Liberdade de imprensa
OPINIÃO

Na visão de Bolsonaro, CPI não encontrou provas de corrupção no governo

"Não tem o que achar no meu governo”, disse ele.

24/09/2021 12h58
Por: Vanderlei Filho
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Na live da quinta-feira (23/09), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que a CPI da Covid não investigou nada nem conseguiu comprovar envolvimento da atual gestão do governo federal em casos de corrupção. "Não tem o que achar no meu governo”, disse ele.

“Ter corrupção, como aconteceu há pouco tempo no Brasil, pela governabilidade, não existe. Nosso ministério está redondinho. Dificilmente vai passar alguma coisa, se passar vamos tomar as providências”, afirmou.

O presidente disse, ainda, que, se algo aconteceu, pode ter sido pela tentativa de “algum servidor querer se aproveitar de alguma forma”. Apesar das afirmações do presidente, uma das investigações da CPI da Covid é sobre a negociação de R$ 1,6 bilhão entre Ministério da Saúde e Precisa Medicamentos para a aquisição da vacina Covaxin.

"Vai pros quintos"

Bolsonaro também comentou sobre a confusão entre o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), e o senador aliado do governo Jorginho de Mello (PL-SC), na sessão na quinta-feira (23/09). Ele chamou o episódio de “baixaria”.

Durante o depoimento à CPI do diretor institucional da Precisa Medicamentos, Danilo Trento, os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) — relator da comissão — e Jorginho Mello (PL-SC) se estranharam. A confusão começou depois de Renan dizer que o governo federal é corrupto. Os senadores precisaram ser contidos pelos colegas. Jorginho mandou Renan para "os quintos" e o relator devolveu: "Vá o senhor".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.