ABI - Liberdade de imprensa
PESQUISA

Trânsito mata 1,35 milhão de pessoas no mundo por ano

No Brasil são mais de 33 mil mortos, anualmente, 240 mil pessoas que ficam com invalidez permanente, a maioria jovens.

22/11/2021 12h27
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Desde 2005, a ONU elegeu o terceiro domingo de novembro como Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Este ano, a data cai no dia (21/11) e, para lembrar as vítimas dessa tragédia cotidiana, 1,35 milhão de pessoas mortas no mundo por ano em acidente de trânsito, de acordo com Relatório de status Global de Segurança no Trânsito – 2018, o SOS Estradas e a TRÂNSITOAMIGO, mobilizam instituições e a sociedade para a se unirem pela preservação da vida.

No Brasil são mais de 33 mil mortos, anualmente, 240 mil pessoas que ficam com invalidez permanente, a maioria jovens, além de pelos menos outros 300 mil feridos leves. Diante desses dados, o SOS Estradas e a TRÂNSITOAMIGO realizam campanha de conscientização do Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Os interessados em fazer parte do movimento podem obter mais informações no site, dar sugestões, compartilhar posts disponíveis no material gratuito da campanha, além de poder enviar depoimentos sobre acidentes que mudaram vidas através do [email protected]

O Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis Bahia) está engajado na divulgação da campanha por meio de suas redes sociais e site. “Essa data é uma oportunidade de lembrarmos as milhares de vítimas, entre mortos e feridos. É preciso responsabilidade e respeito às leis de trânsito e à vida”, comenta Walter Tannus Freitas, presidente do Sindicombustíveis Bahia.

No dia 28 de setembro de 2021, foi aprovado o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), que contou com a participação de diversos órgão e entidades, inclusive de vítimas de trânsito. O plano é uma diretriz nacional e governamental para alcançar a redução de 50% de mortes e feridos no trânsito até 2030.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.