ABI - Liberdade de imprensa
CONDENAÇÃO

STM condena coronéis e oficiais por desvio de R$ 4,4 milhões

Entre os crimes identificados estão estelionato, corrupção passiva, corrupção ativa e outros.

23/11/2021 11h29Atualizado há 2 semanas
Por: Vanderlei Filho
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Dois coronéis, um tenente-coronel, dois tenentes e quatro civis foram condenados pelo Superior Tribunal Militar (STM), na última quinta-feira (19/11), por desviar R$ 4,414 milhões em recursos públicos do Hospital Militar de Recife (PE), entre 2011 e 2012.

Na primeira instância da Justiça Militar da União (JMU), em Recife, 12 réus haviam sido condenados e outros seis, absolvidos. O STM manteve a condenação de nove deles.

Entre os crimes identificados estão estelionato, corrupção passiva, corrupção ativa, falsificação de documentos e subtração ou inutilização de livro.

Segundo a denúncia do Ministério Público Militar (MPM), durante os anos de 2011 e 2012, a tenente temporária do Exército Izabella Xavier Falcão Benetti, integrante do hospital, confeccionou “Partes Requisitórias” de medicamentos e material de informática que nunca fizeram parte efetivamente do patrimônio do Hospital Militar.

Ainda de acordo com a promotoria militar, a prova de que os itens indicados jamais foram entregues se deu pela inclusão tardia na carga de materiais do quartel.

A punição mais rígida foi aplicada à ex-tenente do Exército, Izabella Xavier Falcão de Souza, indicada como uma das líderes do esquema. Ela teve pena superior a 11 anos de reclusão.

Os coronéis Mário Pereira do Nascimento Filho e Newton Figueiredo Corrêa foram condenados, respectivamente, a 7 e 8 anos de reclusão; o ex-tenente Gentil de Oliveira Cavalcanti Filho recebeu pena de 5 anos de reclusão e o tenente-coronel Luiz Alberto de Almeida Braga, de 7 anos.

Os civis Valdilson Lacke de Araújo, José Humberto da Silva, Keliane Michelle Martins de Araújo e Andréia Carla Martins Cavalcanti tiveram penas fixadas entre 3 e 5 anos de reclusão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.