ABI - Liberdade de imprensa
ECONOMIA

FGV registra deflação de 0,58% em novembro e traz alívio para o mercado

Como resultado, houve queda no dólar.

07/12/2021 19h21
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

A deflação de 0,58% registrada em novembro pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), foi menor que a taxa do mês anterior, quando subiu 1,60%. A informação foi divulgada nesta terça-feira (07/12) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Deflação ocorre quando os preços de uma economia passam a cair em vez de subir, em um movimento contrário ao da inflação.

Com o resultado, o índice acumula alta de 16,28% no ano (de janeiro a novembro) e de 17,16% em 12 meses. Em comparação a novembro de 2020, o índice havia subido 2,64% e acumulava elevação de 24,28% em 12 meses.

Neste momento, a deflação é considerada um alívio pelo mercado. E tende a reforçar a possibilidade de aumento de, no máximo, 150 pontos-base da Selic (taxa que regula os juros no país). É esperado que o Copom, em reunião que começa nesta terça e termina na quarta-feira (08/12), eleve a taxa em 1,50 ponto.

Como resultado, o dólar opera em baixa no mercado doméstico, devido à deflação do IGP-DI de novembro, à alta forte do petróleo e a dados positivos sobre a produção industrial na Alemanha e na China.

O dólar ficou cotado em R$ 5,6245 (-1,16%) no mercado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.