ABI - Liberdade de imprensa
DECISÃO

Governo desiste de exigir prescrição médica para vacinar crianças

A imunização do público infantil contra a Covid-19 foi aprovada pela (Anvisa) em 16 de dezembro de 2021.

05/01/2022 18h37
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

As crianças com idade entre 5 e 11 anos foram incluídas, nesta quarta-feira (05/12), pelo Ministério da Saúde, no plano nacional de vacinação contra a Covid-19, mas sem a exigência de prescrição médica. O anúncio acontece em meio à pressão de especialistas, secretários de Saúde e governadores, que vinham cobrando agilidade do governo federal.

A campanha tem público-alvo estimado em 20 milhões de crianças e será realizada por faixa etária decrescente, das mais velhas para as mais novas, com prioridade para aquelas que tenham comorbidades ou deficiências permanentes. Mesmo sem a necessidade de receita, o Ministério da Saúde orienta que pais e responsáveis procurem a orientação de um médico antes da vacinação, que não será obrigatória.

A imunização do público infantil contra a Covid-19 foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 16 de dezembro de 2021. Para a tomada de decisão, a agência analisou um estudo feito com 2.250 crianças que comprovou que o imunizante da Pfizer é seguro e eficaz, com benefícios que superam os riscos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.