WhatsApp

73 99859-0076

ABI - Liberdade de imprensa
Eleição 2020

Congresso terá que iniciar esse debate, diz Bruno Reis sobre adiamento do pleito de outubro

Vice-prefeito de Salvador afirma que, se a pandemia avançar, tema terá que ser inevitavelmente discutido

23/03/2020 10h35Atualizado há 2 semanas
Por: Valeria Alves
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

O vice-prefeito de Salvador e pré-candidato ao Palácio Thomé de Souza, Bruno Reis (DEM), afirmou na segunda-feira (23/03) que caberá ao Congresso discutir um possível adiamento das eleições de outubro diante do avanço da pandemia do novo coronavírus.

“O ministro ontem [domingo], ao abordar esse assunto, imagino que ele esteja com informações de que essa pandemia possa perdurar por pelo menos quatro, cinco meses. E, se isso vier a ocorrer, o Congresso Nacional vai ter que iniciar esse debate. Porque cabe uma emenda constitucional pra poder prorrogar ou alterar o calendário eleitoral. Imagino que, se esse cronograma que se prevê de permanência da pandemia se confirmar, inevitavelmente, o Congresso vai ter que travar esse debate”.

A declaração foi dada durante o lançamento da campanha nacional de vacinação contra a Influenza, na unidade de saúde Clementino Fraga, na avenida Centenário, na capital baiana.

No domingo (22/03), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), sugeriu que o adiamento as eleições municipais deste ano por causa da crise da Covid-19.

“Aliás, eu faço aqui até uma sugestão para vocês discutirem aí. Está na hora de o Congresso olhar e falar: ‘Ó, adia”. Faz um mandato tampão desses vereadores e prefeitos, porque eleição no meio do ano… uma tragédia, porque vai todo mundo querer fazer ação política. Eu sou político, não esqueçam disso”, disse Mandetta teleconferência com prefeitos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.