WhatsApp

73 99859-0076

ABI - Liberdade de imprensa
Restrição

ACM Neto explica novas medidas de restrição: ‘Não é momento de festa na rua’

Prefeito disse que Guarda Civil e Semop farão fiscalização nas ruas; equipamentos sonoros poderão ser apreendidos

23/03/2020 10h58
Por: Valeria Alves
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

Após anunciar novas medidas de restrição para combater a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) em Salvador, o prefeito ACM Neto explicou que as medidas foram tomadas porque, durante o fim de semana, muitas pessoas estavam fazendo aglomerações “fazendo festa como se estivessem em período de férias”.

“A interdição nas praias e nos shopping centers foi muito bem sucedida. Tivemos o respeito dos banhistas, dos cidadãos em geral e também dos lojistas, no caso dos shoppings centers. Aí a gente procurou acompanhar a dinâmica da cidade, como é que estavam funcionando as coisas na cidade. E presenciamos cenas preocupantes de muitas pessoas reunidas em praça, ao redor de bares. Muitas pessoas em equipamentos esportivos da cidade. Muita gente usando som”, disse na segunda-feira (23/03), durante coletiva de imprensa.

Diante da identificação de pessoas nas ruas, o chefe do Executivo municipal decidiu proibir, a partir de quarta-feira (23/03), a utilização de qualquer atividade sonora nas ruas, bem como o funcionamento de bares e restaurantes, a não ser que seja para serviços de delivery ou retirada dos alimentos e bebidas no próprio estabelecimento.

“Essas são as únicas hipóteses. No momento em que a gente vive de esforço mundial de enfrentamento ao coronavírus não podemos aceitar que as pessoas estejam fazendo festa nas ruas. Não pode ter carro de som na rua, exceto para utilidade pública. Não pode ter o som na mala de carro, como a gente viu acontecer ontem. A gente viu também casas de show funcionando. Elas estão suspensas. Qualquer casa de show, espetáculo, boate, seja interna ou externa. Vamos apreender os equipamentos sempre que necessário, porque ontem foi motivo de aglomeração. Gente levar som para a rua, para na praça pública estar tomando cerveja e ouvindo música. O momento não é para isso, é para ficar em casa, cuidar das famílias.”, reforçou.

A fim de garantir a restrição, serão feitas fiscalizações nas ruas pela Guarda Civil Municipal, em conjunto com a Secretaria de Ordem Pública (Semop). “Estive com o governador Rui Costa e disse a ele que, se for necessário, nós vamos fazer a requisição do apoio da Polícia Militar para dar efetividade a essas rondas. A partir de agora vamos fazer as rondas nas praças, nos principais bairros da cidade, nos campos de futebol, nas quadras esportivas. E onde encontrarmos aglomeração vamos promover a imediata retirada das pessoas”, declarou.

Para conscientizar a população, 100 carros de som da Prefeitura irão circular pela cidade levando mensagens de alerta, pedindo para as pessoas evitarem sair de casa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.