WhatsApp

73 99859-0076

ABI - Liberdade de imprensa
Adiamento

Governo do Estado prorroga suspensão de aulas, eventos e transporte

O decreto nº 19.586 determina que fiquem suspensas, durante o período de vigência, as atividades que envolvem aglomeração de pessoas

19/05/2020 08h06Atualizado há 2 semanas
Por: Valeria Alves
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução
Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, na manhã de segunda-feira (18/05), o governador Rui Costa anunciou a prorrogação por mais 15 dias da suspensão das aulas e eventos, além do transporte intermunicipal. As medidas foram tomadas para conter a disseminação do novo coronavírus. Segundo Rui, a prorrogação será publicada em decreto no Diário Oficial do Estado de terça-feira (19/05). As restrições agora valem até o dia 2 de junho.
 
"Nós estamos acompanhando a situação no estado da Bahia. Temos quase 90% dos casos concentrados em apenas 11 municípios do estado. Assim como estamos acompanhando, também, a média dos últimos cinco dias, de cada cidade, de cada região, para que as medidas sejam seletivas e direcionadas para aquelas cidades que estão tendo crescimento acima da média estadual ou num ritmo muito acelerado. Então, é necessário que possamos aguardar mais quinze dias para fazer movimento ou análise mais consistente de retorno progressivo das atividades".
 
 Como eventos desportivos, inclusive jogos de campeonatos de futebol profissionais e amadores. Também estão suspensos eventos religiosos, shows, feiras, apresentações circenses, eventos científicos, passeatas, aulas em academias de dança e ginástica, além da abertura e funcionamento de zoológicos, museus, teatros, dentre outros.
 
Ao falar sobre a prorrogação da suspensão dos transportes nas cidades que apresentam casos, Rui avaliou que a medida deu resultado na Bahia. "Outros estados brasileiros já chegam a quase 100%, 90% do total de municípios com casos confirmados. A Bahia, como adotou essa estratégia, teve um resultado diferente, com contaminações ocorrendo de forma concentrada. Com isso, podemos flexibilizar naquelas cidades que não têm casos positivos desde o início ou nas que não têm casos confirmados há 14 dias", explicou.
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.