WhatsApp

73 99859-0076

ABI - Liberdade de imprensa
Investigação

PF investiga se incêndio no Pantanal foi intencional para área virar pastagem

Suspeitos de incendiar a vegetação nativa poderão responder pelos crimes de dano a floresta de preservação permanente, dano direto e indireto a unidades de conservação, incêndio e poluição

15/09/2020 09h07
Por: Valeria Alves
Foto/reprodução
Foto/reprodução

Os incêndios que destroem o Pantanal, há semanas, no Mato Grosso do Sul, podem ter sido intencionais, com o objetivo de remover a vegetação natural para transformar a área em pastagem para gado. É essa linha que a Polícia Federal adota para investigar a destruição das áreas de preservação ambiental no bioma.

A Polícia Federal deu início à Operação Matáá nesta segunda-feira (14) para encontrar os responsáveis pelos incêndios. A 1ª Vara de Federal de Corumbá expediu dez mandados de busca e apreensão, sendo oito em Corumbá e dois na área urbana. Um produtor foi levado para prestar depoimento.

Os suspeitos de incendiar a vegetação nativa poderão responder pelos crimes de dano a floresta de preservação permanente, dano direto e indireto a unidades de conservação, incêndio e poluição (art. 54, da Lei nº 9.605/98). Quando somadas, as penas podem ultrapassar 15 anos de prisão.

Segundo dados do Ibama, 2.349.000 hectares estão sendo destruídos pelo fogo desde o início do ano. Atualmente, a situação é mais crítica no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, em Costa Rica e Alcinópolis

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.