WhatsApp

73 99859-0076

ABI - Liberdade de imprensa
AFIRMAÇÃO

‘Crime bábaro’, afirma Gilmar Mendes negro espancado até a morte em supermercado

João Alberto Silveira Freitas foi alvo de dois seguranças de unidade da rede Carrefour na véspera do Dia da Consciência Negra

20/11/2020 15h29Atualizado há 1 semana
Por: Valeria Alves
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes classificou de “crime bárbaro” a morte de João Alberto Silveira Freitas em um supermercado, na última quinta-feira (19/11), véspera do Dia da Consciência Negra. Negro, o jovem de 40 anos, ele foi espancado até a morte por dois seguranças de uma unidade da rede Carrefour de Porto Alegre.

“O Dia da Consciência Negra amanheceu com a escandalosa notícia do assassinato bárbaro de um homem negro espancado em um supermercado. O episódio só demonstra que a luta contra o racismo e contra a barbarie está longe de acabar”, afirmou o ministro do Supremo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.