WhatsApp

73 98840-9200

ABI - Liberdade de imprensa
EXEMPLO

ONU elogia projeto que dá aulas de combate à corrupção para alunos da rede pública, em Rio Verde

Trabalho criado pela promotora Renata Dantas de Morais e Macedo em 2018 é realizado com cerca de 3,2 mil estudantes

11/01/2021 07h38
Por: Vanderlei Filho
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

A Organização das Nações Unidas (ONU) elogiou o projeto de combate à corrupção que dá aulas para cerca de 3,2 mil estudantes do 6º ano, do ensino fundamental, de escolas públicas de Rio Verde, região sudoeste de Goiás. O projeto, criado pela promotora de Justiça Renata Dantas de Morais, foi premiado duas vezes pelo Ministério Público, uma delas antes mesmo do trabalho ser inserido nas escolas.

"Durante um curso de mentoria, o consultor Mário Henrique Trentim, do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops) da ONU elogiou o projeto Educação de Valores e disse que ficou animado, achou extremamente interessante a proposta e o alcance dele, que envolve toda a rede de ensino público voltado aos estudantes do 6º ano de Rio Verde", conta a promotora.

No projeto, são ministradas três aulas semanais, de 50 minutos cada. Na primeira aula da semana, os estudantes aprendem sobre empatia, solidariedade e respeito a diferença. Na segunda, o tema é sobre ética nas relações interpessoais e na escola. Já na terceira, a aula fala sobre os pequenos e grandes atos de corrupção.

“Nos meus estudos, eu percebi a importância do trabalho preventivo contra a corrupção, que é voltado à educação na formação do caráter, buscando criar uma cultura da integridade. Assim, podemos contribuir para coibir grandes e pequenos atos de corrupção, como o famoso ‘jeitinho brasileiro’, seja em colar na prova, burlar o imposto de renda, diminuir a cota do que se paga e vários outros”, disse .

“As aulas são para crianças de 10 a 12 anos, são aulas bem dinâmicas, bem divertidas com vídeos e a receptividade dos alunos é fantástica. A cada ano eu fico extasiada com os resultados que a gente tem, recebemos trabalhos lindíssimos dos alunos pois sempre ao fim das aulas lançamos desafios e eles participam com vídeos, desenhos e até um filme já foi apresentado”, diz.

Projeto Educação e Valores

Renata começou a elaborar o projeto Educação e Valores em 2017, mas ele só foi implementado em 2018. Antes mesmo de começar, o projeto foi premiado com o selo pró-íntegro, pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), coordenada pelo Ministério Público. Em 2018, o projeto foi novamente premiado pela Enccla como "Projeto Primário Viável ao Combate à Corrupção".

No mesmo ano da implementação do projeto, 12 escolas públicas receberam o projeto piloto com aulas presenciais. Além disso, outras 20 unidades foram avaliadas com questionários para alunos, pais e educadores, como professores e diretores.

Já em 2019, o projeto foi inserido nas 32 escolas públicas de Rio Verde, incluindo a zona rural e os distritos. Já em 2020, mesmo com a pandemia de Covid-19, as aulas continuaram, mas com uma nova formatação, sendo ministradas em videoaulas pela internet. Atualmente, cerca 3,2 mil alunos da cidade participam do projeto.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.