ABI - Liberdade de imprensa
VENDA IRREGULAR

Mulher é presa pela Polícia Civil por vender garrafas de água mineral adulteradas

A mulher está à disposição da justiça

17/02/2021 16h08Atualizado há 3 semanas
Por: Valeria Alves
Foto/reprodução
Foto/reprodução

Na última terça-feira (16/02), um esquema clandestino de adulteração de garrafões de água mineral foi desmantelado pela Polícia Civil, na zona sul de Ilhéus. A operação foi denominada H²O, e por meio dela, foram cumpridos mandados de busca e apreensão, determinados pela 2ª Vara Crime da Comarca de Ilhéus, em uma revendedora de água mineral, localizada no bairro da Barreira. 

A dona do estabelecimento, de nome com iniciais M.A.D.S.S. , 46 anos, foi presa. Durante a investigação, os policiais chegaram a comprar o produto falsificado para confronto com o produto original da indústria, e apresentou o Relatório Laboratorial que demonstrava a presença de bactérias coliformes. A polícia também obteve prova testemunhal de que a investigada já vinha ofertando a outros comerciantes, água falsificada (rótulos e lacres em desacordo) por preço bem inferior ao praticado pela empresa aos comerciantes. 

Ainda de acordo com a reportagem, foram apreendidos 62 vasilhames de água mineral de 20L, exibindo a marca Águas do Porto, com indícios de sinais de falsificação da logomarca (nome exibido em formato quadrado ao invés de formato oval); lacre da tampa não personalizado e sem impressão da data envasamento e lote; e selo da Sefaz sem holograma. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.