ABI - Liberdade de imprensa
MORTE

Morre o Juiz Afrânio Andrade em Eunápolis vítima de AVC

Ele estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Ames desde o último fim de semana

07/04/2021 09h40
Por: Saulo Santos
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Os médicos fecharam o protocolo que decretou a morte cerebral do juiz Afrânio de Andrade Filho, às 22h25 de terça-feira (06/04).

Titular da 1ª Vara Cível e Comercial da comarca de Eunápolis, Afrânio Andrade tinha 68 anos e estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Ames desde o último fim de semana, quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Na manhã desta quarta-feira (07/04), foi realizada uma missa de corpo presente na Catedral de Nossa Senhora Auxiliadora, centro da cidade, acompanhada pela família, amigos e admiradores. O enterro ocorreu ainda pela manhã.

CARREIRA

Antes de ingressar na magistratura baiana, Afrânio Andrade Filho trabalhou como advogado em Eunápolis.

Já como juiz, ele atuou nas comarcas de Mucuri, Nova Viçosa e Teixeira de Freitas, e depois retornou para Eunápolis, onde também foi juiz eleitoral.

Afrânio deixa viúva a advogada Rita de Cássia Leite Andrade, titular do Cartório de Tabelionato e Notas de Eunápolis. Ele também deixa os filhos Caio e Maria Clara.

Em nota, a diretoria da subseção Eunápolis da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) se solidarizou com amigos, familiares e serventuários da Justiça. “Direcionamos a esses sinceras condolências pela perda, rogando a Deus que os conforte nesse momento de intensa dor”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.