ABI - Liberdade de imprensa
FATALIDADE

Mulher tem parada cardíaca e morre após cirurgia plástica

A jovem recebeu atenção imediata mas não resistiu.

15/04/2021 13h03
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Uma jovem de 27 anos morreu na quarta-feira (14/04) após passar por uma cirurgia plástica em Cuiabá.

Conforme a assessoria jurídica do médico Alexandre Veloso, todos os procedimentos padrões foram realizados antes da cirurgia.

Segundo ele, em pré-consulta com médicos anestesista e cardiologista, a vendedora de carros Eliza da Silva, 27 anos, realizou todos os exames necessários e os mesmos não apresentaram nenhuma anormalidade. Portanto, a paciente estava apta ao procedimento e, assim, foi liberada para realizá-lo.

Ela realizou lipoescultura com enxerto de gordura em glúteo, abdominoplastia e correção de uma cicatriz na mama, decorrente de um procedimento realizado com outro médico.

A cirurgia da paciente foi realizada das 8h às 14h da terça-feira (13/04). Após este horário, ela foi levada ao quarto e apresentou boa recuperação.

Às 19h, a jovem se queixou de falta de ar. O médico de plantão solicitou os exames, que não mostraram nenhuma alteração em seu quadro clínico. Às 20h, o médico Alexandre Veloso esteve com a jovem e ela não apresentou mais falta de ar, e os parâmetros vitais permaneceram estáveis.

Por volta da meia noite da quarta-feira (14/04), a jovem apresentou uma instabilidade em seu quadro e teve uma parada cardíaca.

Quando da necessidade de transferência para uma Unidade Intensiva de Saúde (UTI), a jovem recebeu atenção imediata e o médico se prontificou a encaminhá-la a um hospital particular de Cuiabá, mas ela não resistiu e morreu na quarta-feira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.