ABI - Liberdade de imprensa
TRISTEZA

Brasil registra uma média de 116 mortes por covid a cada hora

Este foi o período entre as marcas de 300 mil e 400 mil óbitos; as 100 mil mortes anteriores ocorreram em 76 dias

29/04/2021 18h13Atualizado há 2 semanas
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Há exatos 36 dias o Brasil rompia a marca de 300 mil óbitos por covid-19, 76 dias após ter registrado 200 mil. Nesta quinta-feira (29/04), foram contabilizados mais de 400 mil óbitos, uma média de 116 por hora desde o dia (24/04).

Um dos motivos para o aceleramento da pandemia no país é a disseminação da variante P.1, identificada em Manaus (AM). "A variante amazônica explica parte dessa velocidade apresentada nos últimos meses porque ela é mais transmissível — infecta mais gente e, infelizmente, tem evidência de que ela é mais agressiva", explica epidemiologista Pedro Hallal, professor da UFPel (Universidade Federal de Pelotas).

"O que não gosto é quando as pessoas dão a entender que é só a variante que causou todos esses danos. Tem também todo o descontrole da pandemia, pelo abandono completo das medidas de restrição de circulação do vírus, que foi observado no Brasil de novembro até fevereiro", pondera. 

O médico Renato Kfouri, da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), aponta também "um país cansado de distanciamento social", algo que, na avaliação dele levou a uma baixa adesão às medidas estipuladas pelo poder público.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.