ABI - Liberdade de imprensa
PRISÃO

Presidente da Comissão de Licitação é preso em operação que apura a coleta de lixo

Prefeito contratou empresa, mas quem fazia o serviço era a prefeitura, diz MP

30/04/2021 10h06Atualizado há 2 semanas
Por: Vanderlei Filho
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

O presidente da Comissão de Licitação do município de Urucurituba, distante 218 km de Manuas, foi preso na tarde de quarta-feira, (28/04), durante a operação Coleta de Luxo deflagrada pelo MP/AM (Ministério Público do Amazonas). O mandado em seu nome ficou em aberto durante todo o dia e só foi cumprido à tarde, após outras três pessoas já terem sido presas.

Ele é acusado pelo MP de participar de esquema de desvio de recursos na prefeitura envolvendo o prefeito José Claudenor de Castro Pontes, seu irmão José Júlio de Castro Pontes e Eliana da Cunha Melo, secretária de Finanças.

Os supeitos, segundo o MP, estariam contratando empresas de familiares e fazendo a prefeitura cumprir serviços de contratos que já estavam firmados.

“Foi observado que existiam quatro veículos realizando a coleta de lixo, dois deles sem placa e dois deles com placas. Dos veículos que apresentavam placas, encontramos um que pertencia a uma pessoa que era pai de um outro contratado da prefeitura, mas não era da empresa contratada para a coleta. Um outro veículos pertencia à Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Como um veículo da secretaria estava sendo utilizado para cumprimento de contrato particular que tinha sido feito?” questionou o procurador Armando Gurgel em entrevista.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.