ABI - Liberdade de imprensa
RETORNO

Setores de turismo e aviação receiam novos freios na retomada

Os sinais negativos enviados pela Comissão Europeia, que pelas novas regras mostrou que o Brasil vai ficar de fora da reabertura da Europa para turistas.

04/05/2021 11h55Atualizado há 2 semanas
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

A velocidade lenta do governo federal em definir o modelo para legitimar o certificado de vacina dos brasileiros em viagens ao exterior quando as fronteiras abrirem está deixando os setores de turismo e aviação preocupados.

Além da demorar em ampliar os índices de vacinação da população, requisito estabelecido para alguns países receberem visitantes, o receio é que o mercado se prejudique também pelo atraso na burocracia do atestado.

O burburinho dos setores em torno do assunto foi ampliado após os sinais negativos enviados pela Comissão Europeia, que pelas novas regras mostrou que o Brasil vai ficar de fora da reabertura da Europa para turistas.

O Ministério da Saúde disse que o Certificado Nacional de Vacinação para a Covid está no aplicativo Conecte SUS Cidadão, com dados do imunizante recebido, local, data e código do vacinador. A pasta afirmou que ainda está em discussão na OMS a emissão e padronização de um certificado de imunização com validade internacional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.