ABI - Liberdade de imprensa
CONFLITO

Escola particular gaúcha usa ‘linguagem neutra’ em comunicado e pais se revoltam

Os pais alegam que a “linguagem neutra” ou “não binária”, que não é reconhecida oficialmente.

12/05/2021 18h37
Por: Fernanda Souza
Foto/Reprodução
Foto/Reprodução

Uma escola particular no município de Passo Fundo (RS) decidiu utilizar a “linguagem neutra” na comunicação com os pais e alunos. Em um comunicado sobre o retorno às aulas enviado por um aplicativo de mensagem tinha a letra “x” em vez do uso da letra que apontava o gênero feminino ou masculino, como exige a norma da língua portuguesa. O caso gerou uma grande revolta entre os pais.

Os pais alegam que a “linguagem neutra” ou “não binária”, que não é reconhecida oficialmente, é usada para difundir a ideologia de gênero na sociedade. Com as inúmeras reclamações, a polêmica precisou ser explicada pela direção da instituição de ensino.

Em nota, a escola disse que “o uso dessa letra (e, calma aí, é somente uma letra) foi feito com a intenção de nos comunicarmos e aqui, nos referimos às mães e pais” e que não houve pretensão de discutir gênero, apenas de “simplificar” a comunicação com os pais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.